terça-feira, 24 de agosto de 2010

Oracle pode ter uma arma secreta na mão?



Em Agosto a Oracle surpreendeu, processando a Google devido á plataforma Android e a Dalvik VM.

A gigante que englobou a SUN em 2009,  arrebatou no negocio o Java, OS Solaris e tambem muito Hardware junto.

Agora diz que a Google com o seu  SDK Android sua DalvikVM e os aparelhos que rodam o OS Mobile  quebram 7 clausulas da patente original do Java e ferindo assim a propriedade intelectual da Oracle .





A Oracle alega ter direitos financeiros  sobre o projeto e com isso ameaça a comunidade opensource Java, que se vê receosa em prosseguir com Java em projetos criticos, enfraquecendo toda filosofia legada da SUN que dava, superpoderes aos Java.

 A DalvikVM usa um fork do projeto Apache Harmony e compila parcialmente o  .class(bytecodes) para um formato intermediario chamado .dex (Dalvik Executable) que utiliza tambem instruções especiais para rodar na VM .

Inclusive o projeto tentou atraves de uma carta enviada a SUN, ganhar o Technology Compatibility  Kit Java SE, mas o esforço foi em vão.

Vale ressaltar que o AndroidSDK nao suporta Swing, AWT muito menos JavaME, o que mostra não ter nada a ver com desenvolvimento mobile até então feita pela Oracle/SUN.

È engraçado como as vezes ,oportunidades estão proximas e não nos damos conta. Dois dos muitos excelentes projetos do Sun Labs, mostraram potencial no mundo pervasivo/movel:
  • Squawk VM
  • SunSPOT

Squawk VM



Squawk é uma edição  movel da  máquina virtual Java para sistemas embarcados e dispositivos de pequeno porte. A maioria das máquinas virtuais para a plataforma Java são escritos em linguagens nativas de baixo nível, como C / C + + e assembler, o que faz Squawk diferente já que o seu  núcleo é na sua maioria escrito em Java. (interpretador meta-circular).

A aplicação Java fornece  facil  portabilidade, alem de uma perfeita integração da máquina virtual com recursos das aplicações, tais como objetos, threads, e as interfaces do sistema operacional.
A Squawk VM pode ser simplificada como:

  •      Escreva o máximo do Java VM possível
  •      Direcionamento de recursos focado em pequenos dispositivos limitados
  •      Permitir Java para o desenvolvimento de micro-embedded

O projeto de pesquisa foi inspirada pela VM do SmallTalk, Squeak. Squawk herda muita coisa do  Java ME e possui uma pequeno footprint de  memória. 


Ela foi desenvolvida para ser simples com o mínimo de dependências externas.  

A sua simplicidade á torna portátil , fácil de depurar e manter. Squawk também fornece um mecanismo isolado pela qual uma aplicação é representada como um objeto.  

Em Squawk, uma ou mais aplicações podem rodar em uma unica JVM. Conceitualmente, cada aplicação é completamente isolada de todas as outras aplicações.


SunSPOT 




Estes dispositivos podem ser usados em uma ampla gama de aplicações, incluindo a robótica, monitoramento ambiental, controle de ativos, cuidados de saúde pró-ativa e muitos outros.

Sun SPOT rodam em uma máquina virtual especialmente projetada para pequenos dipositivos com baixo footprint de memoria a chamada Squawk, que pode hospedar vários aplicativos simultaneamente, e não requer nenhum sistema operacional subjacente. 

Modulos empilháveis incluem sensores para aplicações específicas e atuadores, tais como acelerômetros, detectores de luz, sensores de temperatura, LEDs, botões e I / O pins. Os dispositivos podem ser utilizados por dias com uma única carga da sua bateria recarregável.





Com tudo isso nas mãos , a Oracle não só pode parar o avanço do  AndroidSDK como investir no mercado de forma agressiva , o que na minha humilde opinião ,não fugiria a estrategia da empresa. 

Projetos Opensource como Arduino tambem tem um gigante atrativo nesta area já que constituem dos mesmos requisitos alem de ter uma comunidade empolgada e criativa e ser mais customizavel em geral.




 A IBM mantem suas JVM's JikeVm e J9, assim como a RedHat tambem possuem a IceTea6 Vm , mais conhecida como OpenJDK6 que possui o Kit de Certificação dw Tecnologia da SUN e usa o GCJ para compilar seus bytecodes sendo assim uma tecnologia totalmente opensource.


Com isso seria possivel adicionar a VM no core do Fedora 9 dentre outras distros Linux .Existe ainda o projeto Shark , que cria um JITespecialmente projetado  para a IcedTea.







A RedHat possui a JBoss, divisão focada em  tecnologia Java, que costuma criar diversos projetos com grande força e penetração na comunidade como JBoss AS, Hibernate, JBPM, Drools e JBoss Seam.


Seria o proximo passo da Oracle processar à Red Hat/JBoss e tentar exercer o controle, tambem dessas tecnologias?



Agora é o momento da comunidade mostrar atitude e adaptar sua cultura ,para não "bater de frente" com os interesses da Oracle,  e mostrar que o  Java ainda é muito legal(como linguagem)  e ainda por cima de simbolo extremamente importante no cenario opensource/enterprise(como plataforma).






Referencias


http://mashable.com/2010/08/12/oracle-google-android-lawsuit/
http://harmony.apache.org/
http://en.wikipedia.org/wiki/Apache_Harmony
http://www.arduino.cc/

http://sunspotworld.com/
http://en.wikipedia.org/wiki/Sun_SPOT
http://en.wikipedia.org/wiki/Squawk_virtual_machine
http://pt.wikipedia.org/wiki/IcedTea 
http://openjdk.java.net/
http://pt.wikipedia.org/wiki/OpenJDK 
http://www.sunspotworld.com/docs/index.html
Tutorial SunSpot
Video com Eric Arsenau sobre a Squawk VM
 

Marcadores: , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial